segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

A Fé



                                       A primeira coisa que pensamos quando falamos em "fé", é relacionarmos denominações religiosas. Mas o ateu também tem fé. Todos nós acreditamos em algo, não importa o que seja. A fé foge do contexto existente em nós, está além do nosso alcance, o consciente trabalha em nós e não sabemos se a fé é o que enxergamos ou que não enxergamos. No entanto sabemos que muitos líderes religiosos tem o compromisso de ensinar a fé...mas se o consciente é aquele que automaticamente nos ensina de maneira cósmica algo que precisamos entender, então, a fé não tem haver com aulas superficiais.
                                          No nosso dia-a-dia, estamos sempre agindo, nunca estamos parados, o mundo está sempre em movimento, através de gestos, atos, condutas, afirmações, negações, bons e maus exemplos que todos os dias
se repetem. A pergunta que faço é: a fé é um caminho de perdão para o nosso mau comportamento ou o mau comportamento nos faz ter fé? Toda essa indagação é proposital, pois a composição da relação homem existente (real) e o invisível (alma) em seus conflitos nos permite buscar respostas para algumas coisa que buscamos no nosso dia-a-dia.
                                           A compreensão do que somos, para onde vamos é uma pergunta de larga escala, e que não temos respostas, mas temos todos os dias para melhorarmos, evoluirmos em nossa existência cósmica, não importa sua religião, crença, dogmas, ou seja o que for que nós acreditamos. É necessário entendermos que o melhor caminho é respeitar seu próximo, ajudar a quem precisa, respeitar a coletividade como um todo, a natureza, os animais, preservar a dignidade humana, sempre se colocando no lugar do outro para entendermos melhor o que é a "fé".    
    

2 comentários:

  1. Excelente reflexão! Amei! A fé, o amor e o trabalho, o tripé de sustentação do espírito humano.

    ResponderExcluir
  2. Sua opinião vale ouro.
    Gratidão. Danielle

    ResponderExcluir